terça-feira, 20 de julho de 2010

Cadê a Fraternité en France....perdeu-se num voo da easyjet


Esta cena triste presenciei no Aeroporto Charles De Gaulle,Paris, no momento em que eu estava fazendo o check-in pela easyjet, uma dessas empresas áereas que fazem voos promocionais na Europa.Um menino de aproximadamente 12 anos desmaiou pertinho dos balcões de atendimento sem receber um socorro oficial do aeroporto e da própria empresa.

Fiquei imaginando a cena no Brasil e vi como um filme na minha mente aquele amontoado de pessoas, um corre-corre pra lá e pra cá, muitos curiosos atrapalhando e poucos ajudando, mas, com certeza, todos tentando resolver a situação.

Na França, da égaleté, fraternité, liberté (liberdade, igualdade e fraternidade, lemas da revolução francesa), a reação foi de extrema frieza ou melhor dizendo indiferença,como se o fato fosse invisível aos olhos das pessoas.

Durante meia hora a família, principalmente o pai tentou reanimar o menino e fez isso praticamente sozinho. Levantava a perna do menino, batia no rosto e repetia o movimento num desespero visível, diversas vezes sem resultado. O pai era americano utilizando os serviços da empresa na Europa. Isto é, um estrangeiro.

Deprimente foi observar a indiferença dos funcionários da easyjet que continuavam a trabalhar como se nada tivesse acontecendo, numa formalidade admirável. O famoso comportamento polido do europeu.

Aí leio o blog da minha amiga Mariana,brasileira, jovem, casada com turco, que vive em Istambul - confiram http://mari-na-turquia.blogspot.com - falando, entre outras, coisas, do comportamento solidário, afável do turco, e lembro da cena na França. Analiso alguns povos que conheço nestas minhas andanças pelo mundo. Assino embaixo que o povo turco é simpático, solidário e acolhedor. Pelo menos em Istambul e Capadócia. O português é também acolhedor e solidário. Gostei do que vi e da acolhida que recebi em Lisboa.

Este Brasil? Esta terrinha verde-amarelo, sem falsa modéstia, pode ter muito defeito, maus políticos, problemas sociais insolúveis, violência, mas o povo... que povão bom este, minha gente!

2 comentários:

  1. Ai Mari, que cena triste. Que coisa mais fria :( Nem pra ver o que há? E que bom que o menino se reanimou.W se coisa pior acontece, é responsabilidade de quem?

    Faz bem em registrar esse momento. Que vergonha!!! Com certeza se fosse aqui na Turquia ou no Brasil, seria tudo bem diferente meeesmo.

    ResponderExcluir